Sobre o curso

por Renner Sadeck publicado 19/11/2015 00h00, última modificação 04/09/2017 17h31
  • . IDENTIFICAÇÃO DO CURSO

    • DENOMINAÇÃO DO CURSO: Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas.
    • TIPO: Tecnologia.
    • MODALIDADE: Presencial.
    • EIXO TECNOLÓGICO: Informação e Comunicação.
    • ENDEREÇO DE OFERTA: Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de
    • Roraima - Câmpus Boa Vista Centro. Av. Glaycon de Paiva, 2496 - Pricumã - Boa Vista-RR, CEP: 69.303-340.
    • TURNO DE FUNCIONAMENTO: Vespertino e Noturno.
    • NÚMERO DE VAGAS: 35(trinta e cinco) por turma.
    • PERIODICIDADE DE OFERTA: Semestral.
    • CARGA HORÁRIA TOTAL: 2.420 hs.
    • REGIME LETIVO: Modular.
    • TÍTULO OUTORGADO: Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas.
    • DURAÇÃO DO CURSO: 3 (três) anos.
    • TEMPO MÍNIMO PARA INTEGRALIZAÇÃO DO CURSO: 6(seis) semestres.
    • TEMPO MÁXIMO PARA INTEGRALIZAÇÃO DO CURSO: 11(onze) semestres
  • Histórico:

Em 2004, ainda como CEFET-RR, através da resolução Nº 002 de 18 de Dezembro de 2004 do Conselho Diretor do CEFETRR, o Curso de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas foi autorizado a funcionar tendo iniciado as suas atividades no 1° semestre de 2005, visando à formação de um profissional apto para atender um mercado cada vez mais competitivo, no qual a Instituição deve ser atuante, contextualizado, inovador e atender as prerrogativas legais definidas pela Resolução CNE/CP No. 03 de 18/12/2002, que institui as Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para os Cursos Superiores de Tecnologia - Área de Informática, referenciada pelo PARECER CNE/CES Nº 436/2001, assim como as diretrizes curriculares para cursos da Área de Computação e Informática e pelos documentos referentes ao Currículo de Referência da Sociedade Brasileira de Computação.

ATO LEGAL DE RECONHECIMENTO DO CURSO: Portaria MEC nº 302, de 11 de maio de 2011.

  • Objetivos do Curso:

Formar profissionais éticos e de espírito empreendedor, com características de criatividade, versatilidade e habilidade intelectual no trato com as novas tecnologias, capazes de atuar em planejamento e implantação de sistemas computacionais de informação, analisando, projetando, documentando, especificando e testando e mantendo o mesmo em pleno funcionamento. Estes profissionais através de ferramentas computacionais e metodologias de construção de projetos deverão produzir sistemas com boa utilização, qualidade, robustez e segurança, e devem ser capazes de compreender o processo de construção e reconstrução do conhecimento no domínio do desenvolvimento de softwares e, dessa forma, realizar atividades de concepção, especificação, projeto, implementação, avaliação, suporte e manutenção de sistemas computacionais, orientando sua ação na sociedade em geral e no mundo do trabalho em particular para a busca de soluções para o setor produtivo e para a melhoria da qualidade de vida das populações.

  • Perfil do Egresso:

Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas é um profissional de nível Superior, detentor de uma ampla e sólida formação teórico-prática, com formação humanística, capaz de articular habilidades, valores e conhecimentos teóricos e práticos, mobilizando-as de maneira eficiente e eficaz, para atender funções de natureza estratégica, requeridas pelo mundo do trabalho e das organizações.

Esse profissional no seu dia a dia é um solucionador de problemas, cujo trabalho busca auxiliar na tomada de decisão nas organizações. Cabe-lhe dentro do planejamento da organização um papel participativo e de estruturação dos sistemas, buscando o estabelecimento de critérios de informação, que visem a encontrar soluções benéficas para a organização. Para isso, é necessário o registro detalhado de cada componente da estrutura global, análise de fatores considerados como críticos pelo usuário, a Elaboração de um plano de sistemas que seja coerente com as metas da empresa e o estabelecimento de uma metodologia de atuação, levando sempre em consideração o fator custo-benefício. Para isso, necessita de uma sólida visão empresarial, além da sua formação acadêmica. Dentro das características de um analista de sistemas, é desejável que além do conhecimento teórico e prático de informática:

-Possua uma boa visão de organização;

-Bom senso nas decisões;

-Visão de conjunto, comunicação e sociabilidade;

-Receptividade positiva no trato com pessoas nos diversos níveis hierárquicos de uma organização.

  • Área de Atuação do Egresso do Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas:

O profissional formado pelo IFRR-RR no Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas estará apto para atuar no mercado de trabalho em órgãos públicos, empresas privadas, empresas de prestação de serviços, empresas de tecnologias de informação, empresas de desenvolvimento e implantação de sistemas, e ainda qualquer organização que necessite informatizar suas atividades através da utilização de sistemas, programas e software, com isso podem ocupar os seguintes postos de trabalho:

-Gerente de Desenvolvimento de projetos de Sistemas Computacionais.

-Analista de Suporte Computacional (CBO 2124-20).

-Analista de Desenvolvimento de Sistemas (CBO 2124-05).

-Analista de Suporte Técnico (CBO 2124-20).

-Analista de Sistemas de Automação (CBO 2124-15).

-Consultor de TI (CBO 2124-05).

-Analista de Redes e Comunicação de dados (CBO 2124-10).

-Administrador de Banco de Dados (CBO 2123-05).

-Administrador de Redes (CBO 2123-10).

-Administrador em Segurança da Informação (CBO 2123-20).

-Administrador de Sistemas Operacionais (CBO 2123-15).

-Desenvolvedor de Sistemas Computacionais.

-Projetista de Software de Banco de Dados.

-Programador de Internet (CBO 3171-05) e Web designer.

-Programador de aplicações para dispositivos móveis.

-Instrutor de cursos na área.

Desta forma, o IFRR reafirma o seu compromisso de contribuir com o desenvolvimento social e econômico da região Amazônica através da formação de Tecnólogos em Análise e Desenvolvimento de Sistemas.