Ações de extensão atendem mais de 12 mil pessoas em 2018

por Virginia publicado 07/02/2019 10h33, última modificação 07/02/2019 10h33

Boa parte das ações de responsabilidade social desenvolvidas pelo Campus Boa Vista do Instituto Federal de Roraima (CBV-IFRR) são realizadas por meio de projetos de extensão. Por meio deles, várias pessoas das comunidades interna e externa são atendidas, seja com atividades de esporte, lazer e saúde, seja com eventos acadêmicos e científicos, seja com cursos de capacitação em diversas áreas.

Atendimentos – Somente em 2018, mais de 12 mil pessoas foram atendidas em projetos com e sem a concessão de bolsas. Apesar da redução do número de bolsas de extensão ofertadas pelo Programa Institucional de Bolsas de Ações de Extensão (Pbaex), a comunidade acadêmica tem se envolvido nas ações de forma voluntária. Isso tem contribuído para o aumento dos indicadores.

Além dos projetos, as ações de extensão são desenvolvidas por meio de programas, cursos, eventos, serviços tecnológicos, difusão cultural, ação comunitária e outras atividades que tenham o objetivo de apoiar o desenvolvimento socioeconômico local e regional.

Segundo a diretora de Extensão do CBV, professora Marilda Vinhote Bentes, o campus conseguiu alcançar as metas. “O Campus Boa Vista tem conseguido atender às demandas não só da Capital mas também do interior. Independentemente de classe social, sexo, cor, raça, gênero, temos cumprido a política e a missão institucional, de servir a sociedade. É gratificante, ao realizar o levantamento das ações desenvolvidas para elaborar nossos relatórios, perceber que superamos expectativas com o significativo número de pessoas atendidas. Cumprirmos nossa responsabilidade social com a oferta de serviços, com foco no atendimento igualitário, e isso só foi possível graças à valiosa contribuição dos servidores docentes e técnicos, bem como de alunos, ex-alunos e parceiros”, disse.

Política de Extensão – Prevista no Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) e nos planos pedagógicos dos cursos (PPCs), a extensão se fundamenta na indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão. Aliada ao ensino, ela deve contribuir para o desenvolvimento de um processo pedagógico participativo, possibilitando um envolvimento social com a prática profissional. Já na interrelação com a pesquisa, deve responder cientificamente às demandas da sociedade. Deve, portanto, reforçar o compromisso social do IFRR, de promover o acesso ao mundo do trabalho e o exercício da cidadania tanto aos estudantes quanto às pessoas beneficiadas pelas ações institucionais.

“É fascinante ouvir relatos de pessoas que se dizem satisfeitas com os serviços prestados pela instituição, pois isso comprova nossa busca constante pela promoção do conhecimento e por melhores condições de vida das pessoas da comunidade. Muitos nos dizem que os certificados aqui obtidos representam o meio para conseguirem o tão sonhado emprego ou mesmo para gerenciarem o próprio negócio. Outros dizem que a qualificação ajudou a ampliar o conhecimento, propiciando crescimento pessoal e profissional, e isso nos enche de orgulho”, finalizou Marilda.

Comunidades atendidas – Em 2018, também foi ampliado o atendimento às comunidades da zona rural de Boa Vista, a exemplo das Comunidades Indígenas Malacacheta, Manoá/Pium, Surumu, Canauanim, Tabalascada, Moscow e Truaru.

Imigrantes – Outro diferencial das ações de extensão do CBV é a oferta dos cursos de português para imigrantes, pois, com a recente crise migratória na Venezuela, o campus tem recebido diariamente imigrantes interessados em aprender português, para facilitar o acesso ao mercado de trabalho no Brasil. Junto com os venezuelanos, imigrantes de outras partes do mundo também procuram a unidade. Desde 2017, quando começou a ofertar cursos de português para estrangeiros, nas modalidades básica e avançada, o CBV já certificou cerca de 200 imigrantes, não só da Venezuela mas também de outros países, como Haiti, França e Guiana.

Neste ano, outros projetos estão previstos. Eles atenderão às comunidades interna e externa. Os estudantes dos cursos técnicos e os acadêmicos dos cursos superiores do CBV interessados em desenvolver projetos de extensão com recebimento de bolsas deverão concorrer ao Edital n.º 001/2019 do Programa Institucional de Bolsas de Ações de Extensão (Pbaex), no período de 11 a 25 de fevereiro, por meio do link http://reitoria.ifrr.edu.br/pro-reitorias/extensao/editais/pbaex-2019.

O edital está ofertando 50 bolsas de extensão para todos os campi do IFRR, cujos projetos devem estar relacionados às áreas de comunicação, educação, meio ambiente e recursos naturais, saúde/esportes, tecnologia e produção, trabalho, cultura e direitos humanos, e justiça. Esses projetos devem, conforme a política institucional de extensão, contribuir para o desenvolvimento de demanda externa e a disseminação de ações para a melhoria e o aperfeiçoamento da qualidade de vida da população do Estado de Roraima.

 

Virginia Albuquerque
CCS/Campus Boa Vista
7/2/19