COMBATE AO CORONAVÍRUS – Máscaras confeccionadas com insumos doados por servidores do Campus Boa Vista começam a ser distribuídas

por Virginia publicado 16/04/2020 16h41, última modificação 16/04/2020 16h41
A distribuição foi realizada nas Unidades Básicas de Saúde dos Bairros Tancredo Neves e Liberdade e na Caixa Econômica Federal da Avenida Ataíde Teive, para clientes que aguardavam atendimento na fila do lado de fora da agência.

Nesta quarta-feira, 15, representantes do Movimento de Quadrilheiros de Roraima e de servidores do Campus Boa Vista do Instituto Federal de Roraima (CBV/IFRR) começaram a entregar as máscaras confeccionadas com os insumos doados pelos servidores. Somente nessa ação foram distribuídas 600 máscaras.

A distribuição foi realizada nas Unidades Básicas de Saúde dos Bairros Tancredo Neves e Liberdade e na Caixa Econômica Federal da Avenida Ataíde Teive, para clientes que aguardavam atendimento na fila do lado de fora da agência.

Campanha – A campanha visa à confecção de máscaras de tecidos pelas costureiras do Movimento de Quadrilheiros, e a proposta dos organizadores é beneficiar, principalmente, pessoas da comunidade que façam parte do grupo de risco, além de profissionais da área da saúde que atuam na linha de frente do combate ao coronavírus.

Desde o início da campanha, iniciada em março, já foram distribuídas cerca de 10 mil máscaras, tanto na Capital quanto no interior.

Ação conjunta – A campanha é fruto de uma ação integrada do Movimento de Quadrilheiros de Roraima e da Federação Roraimense de Quadrilhas de Juninas, a Ferquaj, com o apoio da sociedade civil.

Na Capital já foram contemplados a Associação Anjos de Luz, o Hospital e Maternidade Nossa Senhora de Nazaré, o Hospital das Clínicas, o Hospital Lotty Iris, o Pronto Atendimento Cosme e Silva, e também as quadrilhas juninas e os imigrantes que guardam veículos na Avenida Ville Roy. Já no interior foram contemplados moradores do Município de Iracema.

A agente comunitária de saúde Roseni Melo de Souza vê como uma manifestação de solidariedade a realização dessa campanha. “Essa é uma ação muito significativa, pois nós, servidores, temos nossos equipamentos de proteção individual, mas precisamos ter máscaras extras para utilizarmos em casa e para quando formos sair às ruas. Essas máscaras vieram em uma boa hora para ajudarmos a combater esse vírus”, disse.

O servidor público municipal Raimundo Nonato da Silva afirma que o trabalho que está sendo feito pelo Movimento de Quadrilheiros de Roraima é de fundamental importância para ajudar as pessoas que não têm condições de comprar máscaras. “Esse é um trabalho louvável diante dessa pandemia, uma vez que muitas pessoas sequer podem comprar suas próprias máscaras. Portanto, essa iniciativa, apoiada pelos servidores do IFRR, é muito positiva para a sociedade. Acredito que é um exemplo a ser seguido por outros servidores e pessoas da comunidade para que também possam colaborar com essa campanha”, declarou.

Outro servidor da área da saúde que foi beneficiado com as máscaras de tecido foi Fábio Gomes de Oliveira. Ele destaca principalmente a participação de movimentos culturais e de servidores do IFRR em uma campanha tão importante. “Eu, como participante de grupos folclóricos, acho de extrema importância estarmos envolvidos em uma ação social como essa, pois demonstramos nosso compromisso social e, como servidor, me sinto grato em poder ser beneficiado. Acredito que, se mais pessoas ajudarem, podemos somar cada vez mais esforços e, juntos, combater essa pandemia”, comentou.

As costureiras agora concentram esforços na produção de mais máscaras de tecido e, tão logo seja concluída a produção de mais um lote, novas entregas serão realizadas. A meta dos organizadores é que sejam produzidas 20 mil máscaras.

 

Virginia Albuquerque
CCS/Campus Boa Vista
16/4/20