CURSO DE PORTUGUÊS PARA ESTRANGEIROS – Campus Boa Vista certificará mais 18 imigrantes

por Virginia publicado 30/07/2019 09h18, última modificação 30/07/2019 09h18
Serão certificados 18 alunos que participaram da turma ofertada na Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.

Mais uma turma de imigrantes será certificada pelo Campus Boa Vista do Instituto Federal de Roraima (CBV-IFRR) por ter concluído o curso de Português Básico para Estrangeiros. Desta vez, serão 18 alunos que participaram da turma ofertada na Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, localizada na Avenida Glaycon de Paiva, Bairro Mecejana. A solenidade ocorrerá no dia 31 de julho, quarta-feira, às 19 horas, na própria igreja.

Coordenado pelo professor João Franciman Rodrigues Cruz, sob a supervisão da Sister Mihrra, membro da capela, o curso só foi possível graças à atuação voluntária das egressas Maria da Silva Lima e Dielly da Silva Ferreira do curso de Licenciatura em Letras/Espanhol e Literatura Hispânica do CBV.

“Primeiramente agradeço a Deus e ao Instituto Federal, por meio do Campus Boa Vista, a oportunidade que nos foi dada, pois foi uma grande satisfação ter ministrado o curso de português para os estrangeiros. Foi um trabalho realizado com muito carinho por meio do qual observamos a importância de termos levado esse trabalho a essa comunidade de estrangeiros refugiados. O curso representou uma rica oportunidade de levarmos um pouco do idioma e da cultura brasileira aos imigrantes, contribuindo assim para integrá-los à nossa sociedade, elevando sua autoestima e promovendo sua dignidade. Acredito que tenha sido uma experiência incrível e tenho certeza de que eles nunca mais serão os mesmos, e já demonstram interesse em participar de outros cursos mais avançados. Coloco-me à disposição do IFRR para atuar em outros cursos”, disse Maria.

Assim como Maria, Dielly fala da satisfação em ter atuado com esse público. “Foi uma experiência incrível, em que apresentamos um pouco de gramática, da cultura brasileira, trabalhamos aspectos da valorização da autoestima e da valorização pessoal e profissional. Percebemos a evolução dos alunos tanto na expressão oral quanto na escrita”, contou.

Com duração de 60 horas, o curso faz parte da proposta de acolhimento dos imigrantes, em cumprimento à politica de extensão institucional, com o objetivo de facilitar o processo de adaptação dos imigrantes no Brasil. Para a diretora de Extensão do CBV, professora Marilda Vinhote Bentes, o IFRR vem, por meio de ações inclusivas, promovendo condições igualitárias de oportunidades educacionais e profissionais. “Em meio à necessidade que os imigrantes têm vivenciado no que diz respeito à comunicação nas terras brasileiras, o Campus Boa Vista, mais uma vez, não mediu esforços para realizar mais essa ação que objetivou a promoção do acolhimento na política da inclusão, pois, devido à dificuldade que os imigrantes têm em se comunicar em língua portuguesa, entram em uma concorrência desleal, pois, segundo eles mesmos, não recebem igual tratamento na hora de conseguir emprego, mesmo com um currículo de qualidade. Nossa intenção é que todos tenham direito de participar da vida cotidiana em distintas circunstâncias, superando qualquer tipo de preconceito, aprendendo de forma sistematizada a se comunicar melhor e, por conseguinte, alcançar mais oportunidades de inserção social, no mundo do trabalho, que é um dos grandes desafios desse público novo de residentes em Roraima”, explicou Marilda.

 

Virginia Albuquerque
CCS/Campus Boa Vista
30/7/19