DESTAQUE ACADÊMICO – Formanda do curso de Licenciatura em Ciências Biológicas é aprovada para curso de mestrado

por Virginia publicado 14/11/2018 15h05, última modificação 23/11/2018 14h43
Ela foi aprovada para cursar o mestrado do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências (PPGEC) da Universidade Estadual de Roraima (Uerr)

Aprovações em vestibulares, premiações em olimpíadas nacionais, participações em eventos internacionais, seleção para programas de intercâmbio e desenvolvimento de diversos projetos na área do ensino, pesquisa e extensão são apenas alguns dos destaques alcançados pelos alunos dos cursos técnicos e superiores do Campus Boa Vista do Instituto Federal de Roraima (CBV-IFRR).

Não bastasse todos esses resultados positivos para o campus, muitos alunos são aprovados em programas de mestrado e doutorado em várias instituições, mesmo antes de concluírem o curso superior. Esse é o caso da formanda do curso superior de Licenciatura em Ciências Biológicas Danielle de Lima Bezerra. Ela foi aprovada para cursar o mestrado do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências (PPGEC) da Universidade Estadual de Roraima (Uerr).

Com o projeto de pesquisa intitulado “Formando educadores ambientais nos espaços não formais para a educação básica focada no desenvolvimento sustentável numa perspectiva de transversalidade”, a estudante pretende comprovar que a educação ambiental pode ser trabalhada em todas as disciplinas, e não somente pelos professores de Ciências ou Biologia.

Danielle concluirá a Licenciatura em Ciências Biológicas no fim deste ano e fala com satisfação dessa conquista. “Muitas pessoas me ajudaram nessa conquista. O professor Ismayl, a professora Joseane e a professora Lidiana são meus grandes incentivadores. Então, tenho muito carinho e gratidão por eles”, relatou.

Sobre sua trajetória na instituição, ela conta que sempre sonhou em estudar no IFRR. “O IFRR sempre foi minha segunda casa. Ingressei na instituição para cursar o ensino médio e conclui o curso Técnico em Secretariado. Em 2015, retornei para cursar Ciências Biológicas, pois, desde criança, queria ser bióloga. Desde o início, sempre me envolvi em projetos de pesquisa, como o Pibid, o Pibict, e de extensão, como o Pbaex, e hoje estou no Programa Institucional de Residência Pedagógica. O IF nos acolhe. Em relação à assistência, não tenho o que reclamar. Ele nos apoia em todos os sentidos, inclusive proporcionando a realização de visitas técnicas e, por meio dessas experiências, a gente acaba aprendendo e evoluindo muito mais. Isso, de certa forma, nos influencia, nos motiva a buscar sempre mais”, ressaltou.

Estágio – Foi no estágio realizado na rede pública de ensino que Danielle descobriu sua paixão pela docência e revela um sonho: quer voltar à instituição como professora. “Fiz meu primeiro estágio na Embrapa, onde também aprendi muito, tive contato com pesquisadores e doutores muito conceituados da minha área de formação. Mas, quando fui para a sala de aula, tive a certeza de que quero ser mesmo é professora. Eu ainda serei professora do IFRR. Nunca me decepcionei com esta instituição. Só tenho boas recordações. Então, nada mais justo do que voltar como servidora”, segredou emocionada.

Danielle é o exemplo de como um jovem obstinado alcança seus objetivos. Ela conta que, apesar de ter enfrentado muitas dificuldades, como a perda da mãe e os problemas de saúde do pai, não desanima e segue relembrando os conselhos que a genitora lhe dava quando ainda era criança. “Sempre fui ensinada a persistir nos estudos. Minha mãe me dizia que somente por meio deles poderíamos conquistar um lugar de destaque. E não pretendo parar por aqui. Já estou até pesquisando em que área posso fazer meu doutorado”, disse.

De acordo com a diretora-geral do CBV, professora Joseane de Souza Cortez, a aprovação de Danielle no curso de mestrado reflete a qualidade do curso e do ensino ofertados pela instituição. “Para todos nós, gestores e docentes do curso de Licenciatura Ciências Biológicas, é muito significativo esse resultado. Ele confirma a importância do curso no cenário local. Mesmo sendo um curso relativamente novo, já temos histórias de sucesso com vários acadêmicos. Parabenizamos a Danielle pelo esforço e aos docentes e aos gestores do curso pelo compromisso”, disse.

 

Virginia Albuquerque
CCS/Campus Boa Vista
13/11/18