Diretora-geral do Campus Boa Vista participa da Reditec 2019

por Virginia publicado 10/09/2019 15h57, última modificação 10/09/2019 15h57
Com o tema “Mãos que fazem, mentes que transformam: 110 anos da Rede Federal de Educação Profissional”, o evento é organizado pelo IFSC e pelo Instituto Federal Catarinense (IFC)

A diretora-geral do Campus Boa Vista do Instituto Federal de Roraima (CBV-IFRR), professora Joseane de Souza Cortez, com outros gestores da instituição, participa, até 13 de setembro, no Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), Campus Coqueiros, em Florianópolis (SC), da Reunião dos Dirigentes das Instituições Federais de Educação Profissional e Tecnológica (Reditec).

Com o tema “Mãos que fazem, mentes que transformam: 110 anos da Rede Federal de Educação Profissional”, o evento é organizado pelo IFSC e pelo Instituto Federal Catarinense (IFC).

Reditec – A reunião anual é realizada desde 1977. Na época, apenas os diretores-gerais das então escolas técnicas e agrotécnicas federais participavam. Com o processo de reordenamento e expansão da Rede Federal, o evento passou a congregar também os gestores das unidades da rede. Com a criação dos institutos federais, em 2008, o encontro incluiu a participação dos diretores-gerais dos campi, dos pró-reitores e dos reitores.

Atualmente, o evento reúne os dirigentes de todos os institutos federais, dos centros federais, da Universidade Tecnológica Federal do Paraná, das escolas técnicas vinculadas às universidades federais e do Colégio Pedro II, e busca avaliar práticas e resultados, à luz das características e das finalidades da rede, partindo da realidade e dos desafios de instituições pluricurriculares e multicampi, com base na conjugação de conhecimentos técnicos e tecnológicos e suas práticas pedagógicas.

Os objetivos da Reditec são integrar e fortalecer a atuação da rede; compartilhar experiências com foco na possibilidade de escala e replicabilidade; conhecer tendências e criar condições de implementação nos diversos contextos; aprofundar as discussões da educação profissional, científica e tecnológica; qualificar a atuação dos gestores e apresentar a rede para parceiros estratégicos.

Para Joseane, mesmo custeando a viagem com recursos próprios por falta de orçamento, a participação no evento é muito importante, pois esse tipo de encontro é fundamental para as reflexões conjuntas sobre diversos aspectos da Rede EPT. “A Reditec possibilita trazer à tona reflexões e propor caminhos diante das dificuldades atuais que os IFs vêm enfrentando, quer sobre a indefinição das políticas de educação profissional, quer sobre sua autonomia, bem como sobre os cortes orçamentários que impactam cada campus, em particular o Campus Boa Vista. Trazer coletivamente essas discussões representa traçar ações e atitudes que representam o propósito dos institutos federais quanto a um ensino de qualidade, integrando formação humana e técnica em favor de um profissional de excelência”, disse.

 

Virginia Albuquerque
CCS/Campus Boa Vista com informações de https://reditec.ifsc.edu.br/
10/9/19