PARCERIA ISA – Bolsistas participam de pesquisa sobre eficiência energética

por Virginia publicado 05/06/2019 15h20, última modificação 06/06/2019 08h50
Sete alunos do curso Técnico em Eletrotécnica na modalidade subsequente do Campus Boa Vista (CBV) atuam como bolsistas pesquisadores do ISA

Desde a implantação do projeto Eficiência Energética e Energia Distribuída, desenvolvido por meio de acordo de cooperação técnica firmado entre o Instituto Federal de Roraima (IFRR) e o Instituto Socioambiental (ISA), em dezembro de 2018, foram realizadas pesquisas de campo para obter informações sobre o potencial energético da Capital, Boa Vista. Essas pesquisas foram divididas em classes consumidoras, obedecendo ao acordo de cooperação.

Também são parceiros do IFRR nessa ação o Instituto Clima e Sociedade (ICS), o Ministério das Minas e Energias (MME) e a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). O projeto faz parte de um programa que visa contribuir com soluções para a crise energética do Estado de Roraima e também qualificar técnicos para a implantação de projetos de eficiência e geração de energia elétrica com a utilização de painéis solares.

Projeto – Tem como objetivo avaliar o potencial de redução dos custos da energia elétrica entre os consumidores das classes residencial, comercial, industrial, poder público e serviços públicos. Essa redução pode ser alcançada com a implementação de projetos de eficiência energética e geração distribuída na mini-grids da capital do Estado de Roraima.

Bolsistas – Sete alunos do curso Técnico em Eletrotécnica na modalidade subsequente do Campus Boa Vista (CBV) atuam como bolsistas pesquisadores do ISA. Eles são orientados pelo professor Gilmar Macedo de Aquino. “Os alunos são estimulados à pesquisa e estão sendo capacitados na área da eficiência energética. O projeto também estimula o estudo e o debate sobre eficiência energética entre estudantes e professores, criando um ambiente favorável para a formação de profissionais capacitados no tema. Dessa forma, esse projeto pretende contribuir para a formulação de programas de eficiência energética da mini-grids existente na região de Boa Vista e estimular governo, concessionárias e iniciativa privada a fazer investimentos em eficiência. Isso vai resultar em uso mais eficiente da energia e contribuir para a redução do acionamento das usinas termoelétricas e das consequentes emissões de gases do efeito estufa”, explicou Aquino.

Pesquisa – A primeira etapa da pesquisa teve como público-alvo as classes residencial e comercial. Por meio dela, foram realizadas 163 entrevistas em unidades consumidoras, das quais foi aproveitado um total de 98 amostras. A segunda etapa foi feita com as classes industrial, poder público e serviços públicos. As 25 amostras dessa fase da pesquisa estão sendo analisadas por técnicos especializados do ISA.

Ainda segundo Aquino, a partir desses resultados, os bolsistas vão elaborar um plano de trabalho que deve ser colocado à disposição dos órgãos governamentais e da comunidade em geral. “Os estudantes deverão formular um plano de trabalho individual, dentro da área técnica da eficiência energética, a ser realizado durante a vigência do projeto e com o apoio logístico dos parceiros. Após a análise dos dados e a elaboração do plano, serão disponibilizadas as bases para promover, em curto e médio prazos, a eficiência energética no Estado de Roraima”, disse.

De acordo com a diretora-geral do CBV, professora Joseane de Souza Cortez, a participação nesse projeto contribui para a percepção dos técnicos em formação sobre a necessidade de novas alternativas para enfrentar o desafio energético no estado. “Envolvê-los como responsáveis por esse levantamento certamente contribuiu para a ampliação das competências deles como futuros profissionais de eletrotécnica, e, para a instituição, evidencia-se o compromisso com o desenvolvimento do estado”, enfatizou.

Equipamentos – Cada bolsista recebeu um tablet com chip para acesso à internet. Os equipamentos serão utilizados na realização da pesquisa. Após as atividades, eles serão doados à Diretoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação Tecnológica (Dipesp).

 

Virginia Albuquerque
CCS/Campus Boa Vista
5/6/19