Projeto de extensão Karatê-Do terá início em 19 de fevereiro

por Virginia publicado 13/02/2019 10h55, última modificação 26/02/2019 08h13
O projeto ofertará duas turmas, a primeira das 19h às 20h30, e a segunda das 20h30 às 22h, às terças e às quintas-feiras

Terá início, em 19 de fevereiro, no Campus Boa Vista do Instituto Federal de Roraima (CBV-IFRR), o projeto de extensão Karatê-Do, que está em sua segunda edição. As 50 vagas ofertadas já foram preenchidas, mas a Coordenação de Projetos de Extensão informa que os interessados podem dirigir-se ao CBV para preencher uma lista de espera e que, em caso de desistência, serão incluídos no projeto.

O projeto ofertará duas turmas, a primeira das 19h às 20h30, e a segunda das 20h30 às 22h, às terças e às quintas-feiras. A primeira turma será destinada para alunos iniciantes; a segunda, apenas para estudantes a partir da faixa amarela, nível comprovado por meio do certificado de graduação. A previsão é que as aulas sejam encerradas em dezembro.

As instrutoras, que atuarão como voluntárias, são Cilene Oliveira Feu Galiasso, faixa preta, 2.° dan, sensei e presidente da Academia Okinawa, e Thannara Útana Isis Silva de Souza, faixa verde, 3.º kyu, senpai e idealizadora do projeto. Neste ano, o projeto terá também a atuação da ex-aluna do curso de Licenciatura em Educação Física Maria Suellen Alves do Nascimento, que atuará na parte de preparação física. A ação conta com o apoio da Federação Roraimense de Karatê (FRK) e da Associação Okinawa de Karatê Shotokan.

Karatê-Do – O objetivo do projeto é proporcionar, por meio da prática  do karatê, o crescimento e o desenvolvimento harmônico das potencialidades psicomotoras e cognitivas, assim como a efetividade e a integração social, introduzindo os fundamentos básicos da modalidade. “Por meio do projeto, criamos oportunidades para que crianças e adolescentes despertem o interesse pela atividade esportiva, contribuindo para uma educação complementar. Como uma das finalidades básicas das artes marciais, incentivamos os participantes a serem disciplinados, cordiais, dinâmicos, buscando a vitória em seus desafios e metas, e incentivando ainda a dedicação aos estudos como forma de crescimento individual. Dessa forma, será possível o alcance de um nível de desenvolvimento que possibilite sua real integração social, cultural e profissional”, explicou Thanara Útana.

O Karatê-Do teve sua 1edição realizada em 2018, com 25 alunos concluintes da categoria iniciante e com troca de faixa.

 

Virginia Albuquerque
Jornalista
CCS/Campus Boa Vista
13/2/19