QUALIFICAÇÃO EM RORAIMA – Duzentos novos profissionais técnicos são disponibilizados para mercado de trabalho

por Marcos Ferreira Sá publicado 21/12/2017 16h55, última modificação 22/12/2017 14h12
O maior e mais antigo campus do IFRR segue formando profissionais de nível técnico e superior de várias áreas do conhecimento em Roraima. Desta vez, disponibiliza técnicos formados nas áreas de Informática, Eletrônica e Secretariado

Logo mais, às 17h30, uma nova formatura de técnicos marca a história do Campus Boa Vista (CBV), a maior e mais antiga unidade de ensino do Instituto Federal de Roraima (IFRR), que até hoje já formou cerca de 10 mil profissionais para o mercado de trabalho local.

Desta vez, o CBV entrega 200 novos técnicos formados nas áreas de Informática, Eletrônica e Secretariado. A cerimônia de formatura será realizada no auditório do Centro Amazônico de Fronteiras (CAF), da Universidade Federal de Roraima (UFRR).

Para a diretora-geral do CBV, professora Joseane Cortez, essa formatura é o resultado de muito esforço e trabalho de uma equipe que busca cada vez mais oferecer um ensino de qualidade. E, ao mesmo tempo, é uma responsabilidade muito grande para todo o campus.

“Além da profissionalização oferecida, essa formatura significa melhores oportunidades no mercado, pois o nível de aprovação dos nossos estudantes em vestibulares e concursos públicos já é algo comprovado. Já temos conhecimento do bom desempenho de muitos no vestibular da Universidade Federal de Roraima para cursos de alta concorrência como Medicina e Engenharia. Outro exemplo é que o primeiro lugar aprovado na UFRR, no ano passado, saiu daqui, do Campus Boa Vista. Então, é uma alegria muito grande saber que estamos contribuindo para o Estado de Roraima com profissionais com know how para passar em qualquer concurso público, para conseguir uma boa oportunidade de emprego no setor privado e até mesmo empreender”, declarou, adiantando, orgulhosa, que a previsão é que, no ano vem, mais 300 novos técnicos sejam formados pelo CBV.

SOBRE OS NOVOS PROFISSIONAIS – Os técnicos em eletrônica estão qualificados para trabalhar na área de indústria de manufatura, de processos contínuos e em montadoras, em empresas de pequeno, médio e grande porte; laboratórios e desenvolvimento de sistemas de automação; centros de desenvolvimento e pesquisa; assessoria e consultoria tecnológica; desenvolvimento tecnológico; comércio, serviços e assistência técnica. Eles podem atuar em análise, planejamento e desenvolvimento de projetos eletrônicos, além de realizar montagem, instalação, configuração, programação, testes e manutenção de equipamentos e máquinas com circuitos eletrônicos e microprocessados, respeitando procedimentos e normas técnicas, de segurança, qualidade e meio ambiente.

O técnico em informática tem possibilidade de atuação em empresas e instituições diversas, além de prestar serviços por conta própria, se preferir, atuando em configurações de sistemas informáticos, instalação de equipamentos, planejamento e execução dos processos de manutenção de computadores e operação de redes locais. 

 

CCS/Campus Boa Vista
Foto: Marcos Sá
21/12/17