IFRR divulga portaria para regulamentação do início das atividades não presenciais

por Sofia Lampert publicado 18/05/2020 15h06, última modificação 18/05/2020 15h06
As ações englobarão a ministração de alguns componentes curriculares dos cursos presenciais e a realização de atividades de ensino que possam ser realizadas de forma remota, conforme viabilidade e planejamento de cada campus, a partir de junho

Nesta segunda-feira, 18, o Instituto Federal de Roraima (IFRR) publicou a Portaria 02/2020 GAB/Reitoria, que regulamenta  as Atividades não  Presenciais,  a partir de junho, dos cursos FIC, técnicos, de graduação e pós-graduação lato sensu, que estão com as atividades suspensas. Confira o documento no link: http://www.ifrr.edu.br/comite-de-crise-para-enfrentamento-ao-coronavirus/portaria-normativa-2-2020-gab-reitoria-ifrr-de-18-05-2020

Diante desta grave pandemia, o Comitê de Crise para Enfrentamento ao Coronavírus (CCEC) do IFRR, atendendo orientações dos órgãos de saúde,  suspendeu o calendário acadêmico dos cursos presenciais no período de 18 de março até o próximo dia 29 de maio, conforme diversas portarias que podem ser acompanhadas aqui.

Desde então, diversos Grupos de Trabalho (GTs) vinculados ao Comitê vêm realizando atividades de planejamento para as tomadas de decisão do IFRR neste período de excepcionalidade relacionadoa à pandemia da COVID-19. Entre eles está o Grupo de Trabalho (GT) Calendário Acadêmico, presidido pela Pró-Reitora de Ensino, Professora Sandra Grützmacher, que está focado no estudo e no planejamento de estratégias para diminuir o impacto da ausência das atividades de ensino presenciais.

 O GT Calendário Acadêmico realizou diagnóstico sobre a estrutura existente em cada unidade do IFRR para atender remotamente a comunidade acadêmica, bem como buscou, junto aos estudantes, identificar as condições de acesso à internet para a oferta das Atividades não Presenciais.

Além disso, foi promovida a capacitação de servidores para a criação de salas virtuais na plataforma Moodle e o treinamento para estudantes nesse ambiente virtual, para a oferta das Atividades não Presenciais. Após a conclusão dessas primeiras turmas, existe a perspectiva de novas turmas em breve, ofertadas pelo Campus Boa Vista (CBV). 

Por meio de entrevista on-line, a pró-reitora Sandra explicou que as atividades não presenciais não representam um retorno de 100% às aulas, pois é uma nova realidade e, observando cada Campus, a oferta ocorrerá considerando as condições técnicas de cada unidade. Além disso, ela esclareceu que algumas turmas terão prioridade nessa oferta inicial, como é o caso dos estudantes  das turmas que estejam concluindo os estudos em 2020. Portanto, cada unidade vai realizar esse planejamento e terá um acompanhamento pedagógico para avaliar os resultados das ações.

Ela enfatizou ainda a importância dos registros para que as atividades tenham validade oficial e sejam anunciadas com antecedência de no mínimo 48 horas aos estudantes. Além das ferramentas digitais, poderão ser desenvolvidos outros suportes para estudantes que não tenham acesso à internet. Estes deverão relatar o problema à coordenação do curso para esta adotar as medidas possíveis para sanar o problema. 

A pró-reitora esclarece à comunidade acadêmica que esse primeiro momento será uma tentativa de dirimir os problemas neste período de excepcionalidade e vem ao encontro das normas vigentes, inclusive do Parecer 05/2020-CNE, de 28/04/2020. “Esta regulamentação das atividades não presenciais salienta a nossa preocupação, por exemplo, com a evasão, umas das consequências em caso de longo período sem atividades regulares. Esperamos que essa reestruturação possa dar certo, para que haja uma menor sobrecarga das atividades presenciais, aos nossos estudantes e servidores, quando estes retornarem às atividades presenciais", declarou.


Sofia Lampert 
Foto: Gildo Júnior
18/5/2020

« Maio 2020 »
month-5
Do Se Te Qu Qu Se Sa
26 27 28 29 30 1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31 1 2 3 4 5 6