ESTAÇÃO2020 – Campus Boa Vista realizará Colônia de Férias para adolescentes em janeiro

por Virginia publicado 27/12/2019 15h18, última modificação 27/12/2019 15h18
As inscrições são gratuitas e devem ser feitas entre os dias 30 de dezembro e 6 de janeiro, no CBV, das 8h às 12h.

No período de 13 a 24 de janeiro, o Campus Boa Vista do Instituto Federal de Roraima (CBV/IFRR), por meio do curso de Licenciatura em Educação Física, realizará a colônia de férias “Estação 2020 #tamojunto nas férias”. Ela vai ocorrer no complexo poliesportivo do CBV, das 8h às 11h30, e será destinada a adolescentes, de 12 a 17 anos, da comunidade em geral, entre eles refugiados e abrigados, e filhos de servidores do IFRR.

As inscrições são gratuitas e devem ser feitas entre os dias 30 de dezembro e 6 de janeiro, no CBV, das 8h às 12h. Para se inscreverem, os interessados devem comparecer ao campus acompanhados dos pais ou responsáveis e munidos do original de um documento de identidade.

Serão ofertadas atividades multiculturais e esportivo-recreativas com o objetivo de proporcionar lazer e entretenimento como forma de ocupação sadia do tempo livre, visando à integração com foco no combate à xenofobia. “Por meio dessa importante ação, evidenciamos que o espaço educacional também é um lugar de oportunidades, pois o desenvolvimento do projeto propiciará momentos de integração, lazer, esporte e cultura a jovens imigrantes e jovens brasileiros. Além disso, proporcionará práticas e experiências formativas a todos os responsáveis pela ação (acadêmicos, servidores e gestores do Campus Boa Vista)”, disse a diretora-geral do CBV, professora Joseane de Souza Cortez.

Apoio – Para a realização do evento, o CBV contará com o apoio do Coletivo Mosaico, da Visão Mundial, do Instituto Pirilampos, da Organização Internacional para as Migrações (OIM) e do Corpo de Bombeiros Militar de Roraima (CBMRR).

Para a diretora de Extensão do CBV, Marilda Vinhote Bentes, essa é uma rica oportunidade para que a unidade implemente a política de extensão do IFRR aliada à de ensino e pesquisa, além de cumprir com sua responsabilidade social. “A extensão será o processo pelo qual haverá a articulação das dimensões ensino e pesquisa, uma vez que o projeto trata de uma ação social que, via ensino, atenderá a população jovem com uma atividade que perpassa os conhecimentos acadêmicos, que visa à cidadania, com competência técnica. Enquanto pesquisa, consolidou-se pela aplicada, já que houve um estudo sistematizado voltado para um problema social específico, pertinente à realidade, com uma proposta de participação ativa de um determinado público”, explicou Marilda.

 

Virginia Albuquerque

CCS/Campus Boa Vista

27/12/19