Alunos do curso “Compreendendo o mundo através das letras” são certificados

por Virginia publicado 31/05/2021 08h16, última modificação 31/05/2021 08h16
Foram certificados 30 reeducandos em curso de alfabetização, fruto da parceria entre o Campus Boa Vista e a Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania (Sejuc).

Trinta alunos reeducandos da Cadeia Pública de Boa Vista, foram certificados pela conclusão do curso “Compreendendo o mundo através das letras”. O curso foi o resultado de uma ação de extensão coordenada pela pedagoga do Departamento de Apoio Pedagógico (Dape), Maria Elisangela Lima dos Santos, como parte de uma parceria entre o Campus Boa Vista (CBV) e a Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania (Sejuc).

O curso foi realizado de maneira presencial, por meio de seis reeducandos formados em Pedagogia, que foram capacitados e atuaram como multiplicadores na ministração das aulas. A capacitação dos multiplicadores foi realizada de maneira on-line. O curso teve como objetivo, além de alfabetizar os reeducandos, oportunizar o desenvolvimento da socialização do indivíduo, uma vez que possibilitou a compreensão das regras básicas para viver em sociedade.

“Coordenar esse projeto na Cadeia Pública foi, sem dúvidas, um grande desafio, mas ao mesmo tempo muito gratificante, quando observamos os alunos escrevendo o nome e lendo pequenos textos. Isso nos deixa muito orgulhosos, com sensação de devem cumprido”, disse Maria Elisangela.

A solenidade de certificação, realizada no último dia 26 de maio, reuniu gestores de ambas as instituições e os cursistas.

A coordenadora de Projetos de Extensão, Luciane Wottrich, destaca o objetivo das ações de extensão. “O Campus Boa Vista busca promover a integração de pessoas de diversos segmentos, por meio de ações que possibilitem a transformação do contexto que os indivíduos estão inseridos por meio da inclusão social. Essas articulações criam oportunidades para concretizar ferramentas transformadoras, por meio da educação, tão importante para a formação integral do cidadão”, disse.

 

Virginia Albuquerque
CCS/Campus Boa Vista
31/05/21